Bombeiros retiram caminhonete arrastada pelo rio após queda de parte da rodovia; dois morreram

Chuva levou parte da pista e arrastou veículo. Rodovia está intransitável.

Por TV Tem Marilia 26/01/2018 - 12:42 hs

O Corpo de Bombeiros retirou, nesta sexta-feira (26), a caminhonete que foi arrastada pelo rio Iacri após parte da rodovia Michel Gantus (SP-383) em Juliânia, distrito de Herculândia (SP), ceder por conta do alto volume de água.

O acidente aconteceu na madrugada de quinta-feira (25). Valmir Antônio, de 61 anos, e João Paulo dos Santos, de 31 anos, estavam na caminhonete que foi engolida pela cratera e arrastada por aproximadamente 200 metros. Os corpos deles foram retirados horas depois. A rodovia está interditada.

O problema que ocasionou o desmoronamento da rodovia já tinha sido registrado outras duas vezes em 2017. Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), a chuva forte fez o rio subir e aumentar o fluxo de água na tubulação que auxilia no escoamento da água na pista da rodovia. Este foi o mesmo problema registrado no trecho em janeiro de 2017.

Quando a pista novamente desabou, em maio de 2017, os motoristas reclamavam também que outra ponte na região utilizada como desvio também corria o risco de ceder.

O acidente
De acordo com a Polícia Rodoviária o acidente ocorreu durante a madrugada quando a caminhonete, que vinha de Queiroz sentido Tupã, caiu na cratera.

Os motoristas que passavam pelo local durante a manhã viram a caminhonete com as rodas pra cima dentro do rio, que subiu sete metros durante a chuva forte. Eles retiraram as vítimas e acionaram os bombeiros.

Ainda conforme a polícia, Valmir trabalhava em uma usina de cana na região de Castilho e havia ido a Queioz para visitar a esposa. Ele e João Paulo estavam dentro do veículo.

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) afirma que já contratou, no início desse mês, a empresa que irá desenvolver um projeto para construir uma ponte sobre rio Iacri. As equipes estão no local nos serviços de restauração da pista.