Cancelas em cobrança automática de pedágios estão proibidas nas rodovias de SP

A partir desta terça-feira (19) cancelas devem ser retiradas e substituídas por sinalização luminosa e sonora.

20/06/2018 - 15:49 hs

Já está valendo em todo o Estado uma lei aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo que determina que as faixas de cobrança automática das rodovias estaduais não tenham mais cancelas, que devem ser substituídas por sinalização luminosa e sonora.

A justificativa foi a segurança dos motoristas, uma vez que quando carros e caminhões param nas cancelas podem provocar acidentes, como engavetamentos. Agora, as únicas barreiras para quem furar o pedágio são a sinalização e a multa, considerada grave, no valor de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira de habilitação.

De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), de janeiro a maio deste ano foram registradas 627.897 infrações. As fugas de cobrança foram maiores no complexo Anhanguera-Bandeirantes, seguido pelo sistema Castello Branco-Raposo Tavares.

No Rodoanel, na Capital paulista, por exemplo, as cancelas já foram substituídas pela nova sinalização. Até ontem, as cancelas ainda não haviam sido retiradas do sistema Anchieta-Imigrantes, que liga a Capital ao litoral do Estado.

Nesse novo funcionamento, se algum motorista tenta ultrapassar sem estar regularizado, acende uma luz e um sinal sonoro é emitido, o carro deve parar e um fiscal confere se há algum problema. As câmeras registram os veículos que passam direto e, com as imagens, a Polícia Rodoviária pode aplicar a multa.