Primeiro jornalista a ter registro profissional em SP, Roque de Rosa morre em Ibitinga

Jornalista que morreu na madrugada desta sexta-feira (26), aos 83 anos, exibia em sua carteira de trabalho o registro de nº 001. Ele era radialista e âncora de programa jornalístico em uma FM da cidade.

26/07/2019 - 14:16 hs

O jornalista Roque de Rosa, de 83 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (26), em Ibitinga (SP). Ele era apresentador, âncora e fundador do jornal matutino da Ternura FM. Segundo a família, Roque sofreu uma parada cardíaca enquanto dormia. 

Segundo os funcionários da rádio, ele não apareceu na manhã desta sexta-feira para apresentar o programa. O filho do radialista foi até a sua casa e o encontrou morto. 

Roque de Rosa é considerado o primeiro jornalista profissional oficialmente declarado como tal no estado de São Paulo. 

Ele exibia com orgulho sua carteira profissional na qual aparece o registro de nº 001. Um documento da Delegacia Regional do Trabalho (DRT-SP) confirma Rosa como o primeiro jornalista profissional registrado no estado. 

O velório do jornalista será realizado no ginásio de esportes Nícolão, em Ibitinga. O sepultamento está marcado para este sábado (27), às 10h, no Cemitério Municipal da cidade, logo após uma missa de corpo presente, às 8h30, no ginásio.


Fonte: G1