‘Novembro Cultural’ chega a sua terceira edição em Pompeia

Parcerias inéditas viabilizaram oficinas de dança e cinema, que estão com inscrições abertas

Por Divulgação/Prefeitura Municipal 11/11/2019 - 11:30 hs

Iniciado em 2017, o programa “Novembro Cultural”, realizado pela Prefeitura de Pompeia, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, em parceria com o Governo do Estado, traz atividades em alusão ao mês da Consciência Negra.

Uma semana inteira de oficinas temáticas será realizada a partir do dia 18 de novembro. Em 2019, as parcerias são: “Pontos MIS”, do Museu da Imagem e Som de São Paulo; “Oficinas Culturais”, da Poiesis – Organização Social de Cultura, e Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa.

Nos dias 18 e 19, das 18h às 22h, na sede da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Jaqueline Heldt, que é bailarina com graduação pela Royal Academy of Dance de Londres, vai ministrar a oficina “Samba – Popularidade, Variações e Resistência”, para interessados com idade superior a 16 anos. As inscrições podem ser feitas pelo Whatsapp (14) 99794-8056.

“Por meio de exercícios práticos e reflexões teóricas, o público participante desta oficina conhecerá um pouco da origem e trajetória do samba, seus conceitos históricos e socioculturais, e como o mesmo tornou-se uma forma de resistência na cultura Afro Brasileira”, destaca Jaqueline.

Nos dias 20 e 21, das 18h às 22h, também na sede da Secretaria, o bailarino e professor de dança, Rodrigo Pereira, realizará a oficina “Jongo – O Pai do Samba”, para interessados com idade superior a 16 anos. As inscrições estão sendo recebidas pelo Whatsapp (14) 99886-7765.

“Integrando a programação do mês da Consciência Negra, esta oficina tem por objetivo apresentar a ‘Arte do Jongo’ ao público interessado por meio da consciência corporal, contos e cantigas de rodas”, complementa Rodrigo.

No dia 22, das 13h às 17h, na Secretaria, o programa “Pontos MIS” traz para Pompeia a oficina de Cinema Antropológico, com a jornalista Daniela Gonçalves, para maiores de 16 anos. 

“Entre a ciência e a arte, o Cinema Antropológico é uma expressão original do documentário. Os filmes de Robert Flaherty, Jean Rouch, David MacDougall, Stephane Breton, Timothy Asch, Chris Marker e Alain Cavalier, entre outros, permitem uma profunda renovação do olhar interessado à vida das sociedades contemporâneas, próximas e distantes. A partir de atividades práticas, a oficina propõe uma desestabilização de sentidos e percepções.

Inspirada em trabalhos desenvolvidos na escola de Nanterre, fundada por Jean Rouch, figura pioneira do filme etnográfico, essa oficina se interessa em como o uso da câmera modifica o olhar do observador sobre a realidade, e como essa experiência pode provocar reflexões e transformações”, comenta Daniela.

Daniela é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade de Brasília e mestre em Cinema Antropológico e Documentário pela Université Paris-Ouest Nanterre la Défense, da França. As inscrições para a oficina de Daniela podem ser feitas pelo Whatsapp: (14) 99627-5956.

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura fica na rua Moysés Ferreira Martins, nº 50, no bairro Flândria.

ENCONTRO/ No dia 30, para encerrar o “Novembro Cultural”, a Arena de Esportes e Eventos sedia a primeira edição do “Encontro de Danças de Pompeia”, com participação da bailarina, professora e terapeuta em dança com experiência internacional, Selma Jonas, e dos alunos do Projeto Oásis e Jaqueline Heldt, além de grupos da região. Evento ocorrerá das 20h às 22h e a entrada será a doação de 1 quilo de alimento não perecível, em prol de entidades pompeianas. “Aqui em Pompeia, tenho a tradição de realizar espetáculos de dança há mais de 20 anos”, conclui Selma.