Cresce o número de consultas ao SCPC de Pompeia em 2019

Por Eficaz Comunicação Empresarial 10/01/2020 - 12:46 hs

No comparativo entre os anos de 2018 e 2019, o número de consultas ao banco de dados ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, houve um crescimento na ordem de 8,9% entre um ano e outro, o que demonstra uma maior procura entre os comerciantes pompeianos em se proteger da inadimplência no varejo. “A informação é a melhor forma de se proteger”, disse o presidente da associação comercial local, Rinaldo José Traskini, que defende um maior uso por parte dos lojistas do banco de dados da entidade. “Quanto mais informações o comerciante tiver do cliente no momento de vender no crediário, menos riscos terá com a inadimplência”, defende o dirigente ao considerar a informação cadastral como fundamental nas vendas pelo crediário. “Os riscos de não receber são bem menores”, acredita.

Para a responsável pelo departamento na associação comercial de Pompeia, Marineves da Silva Barros Souza, no ano de 2018 foram realizadas 32.313 consultas cadastrais durante toda a temporada, diante das 35.217 consultas realizadas no ano passado. “Esse crescimento se deve, também, das facilidades que foram criadas em informar ao devedor que o nome dele estava sendo colocado no sistema”, lembrou a dirigente pompeiana ao recordar do trabalho que as associações comerciais desenvolveram junto a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo quando foram aprovadas as leis que simplificaram a comunicação da negativação do nome do inadimplente. “Sem dúvida isso facilitou novos registros e estimulou novos acessos”, disse Marineves da Silva Barros Souza, que já esteve como presidente da associação comercial de Pompeia durante uma gestão de três anos.

De acordo com a dirigente a consulta do cadastro do cliente no momento de decidir pela venda no crediário é de fundamental importância na decisão do lojista. Através da consulta o comerciante tem mais segurança em aprovar ou não o crédito. “Com isso as chances de um calote são bem menores, sabendo que o cliente tem condições que efetuar o pagamento mensalmente sem problemas”, disse Marineves da Silva Barros Souza ao lembrar que esta segurança não é uma garantia, afinal, surpresas econômicas podem surgir a qualquer momento. “Mas é possível se livrar de picaretas, golpistas e bandidos que procuram aplicar golpes no comércio, até mesmo utilizando de cheques roubados, furtados ou adulterados”, lembrou a comerciante que faz parte da associação comercial, ao citar outro tipo de informação existente no sistema do SCPC que é sobre as emissões de talonários.

Marineves da Silva Barros Souza lembra que as informações do sistema do SCPC da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia são nacionalizadas, ou seja, uma vez devendo em qualquer loja do Brasil, registrada no SCPC, o nome do devedor fica com restrição cadastral em qualquer loja do território nacional, e da mesma forma se ficar devendo em uma loja de Pompeia. “A nossa rede é muito forte, por isso, a importância de se registrar o devedor, liberar os adimplentes e consultar sempre que for vender pelo crediário”, defendeu a dirigente que acredita ser a inadimplência um dos maiores problemas no comércio em geral, principalmente para o micro e pequeno comerciante. “Quando o lojista vende e não recebe o dinheiros correspondente, complica tudo dentro da loja”, disse ao aconselhar consultar sempre o SCPC da associação comercial ao vender pelo crediário.