Sem comer há dias, cães e gatos são tirados de imóvel com quadro severo de desnutrição em Marília

Segundo veterinária, um dos cachorros está em estado grave e pode precisar de transfusão de sangue. Dono da casa foi ouvido na delegacia e liberado.

Por G1 13/02/2020 - 16:23 hs

Uma empresa contratada pela prefeitura de Marília (SP) resgatou 16 animais vítimas de maus-tratos em uma casa no Bairro Alto Cafezal, zona oeste da cidade. Segundo a veterinária Nicole Castanha, um deles está em estado grave e pode precisar de transfusão de sangue.

A equipe foi acionada pela Polícia Ambiental na quarta-feira (12) e encontrou 13 cães e três gatos em situação bastante precária, em uma residência na Rua Araraquara. O responsável pelo imóvel foi encaminhado para a delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado.

A veterinária informou que os animais estavam sem alimento e com a aparência de que não comiam há alguns dias. Além disso, apresentavam sinais visíveis de desnutrição, baixa imunidade e estavam com muitos carrapatos.

Todos os animais foram encaminhados para o canil da empresa contratada pela prefeitura, onde foram medicados e fizeram exames de sangue e testes de leishmaniose. Segundo Nicole, o maior problema para a maioria dos bichinhos era a fome.

Ainda de acordo com a profissional, um dos cachorros apresentou um quadro de saúde mais grave e não respondeu bem aos medicamentos, ao contrário dos demais animais resgatados.

"Ele teve que ser encaminhado para a nossa clínica parceira para uma internação mesmo porque ele estava em um estado pior. A gente tentou medicá-lo e ele não respondeu muito bem, então a gente internou e ele provavelmente vai precisar de uma transfusão sanguínea", explica a médica.

Agora, os animais devem continuar no canil, tomando a medicação e as vitaminas necessárias para a recuperação. Segundo a veterinária, esse processo deve durar cerca de 45 dias. Em seguida, eles serão colocados para a adoção.

Em caso de animais abandonados, acidentados ou doentes nas vias públicas, o morador deve ligar para o Corpo de Bombeiros, através do 193. Depois, a empresa é acionada para prestar verificar a ocorrência e prestar o serviço.