Dirigente da ACE lamenta rebaixamento com entrega de bonificação em Pompeia

15/01/2021 - 18:17 hs

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, Rinaldo José Traskini lamentou o rebaixamento da região da fase laranja para a fase vermelha, quando a quarentena contra a Covid-19 atinge o grau máximo, com o fechamento da maioria das lojas, ficando disponíveis somente aquelas consideradas pelo Governo do Estado de São Paulo, como essenciais. “Era de se esperar, diante dos últimos acontecimentos”, falou em tom de desânimo. “A surpresa ficou por conta de somente a nossa região estar na fase vermelha, enquanto que as demais, na fase laranja e outras na amarela”, falou em tom de suspeita. “O pior é o momento em que o funcionalismo público de Pompeia recebeu a bonificação de R$ 1.000,00 cada que poderiam ser injetados em nossas lojas”, lamentou o presidente da associação comercial pompeiana.

De acordo com o dirigente de Pompeia a Prefeitura Municipal concedeu o valor de R$ 1.000,00 para todos os funcionários públicos envolvidos na Prefeitura, Saae, DHS e Santa Casa. “São mais de R$ 1 milhão que poderiam ser investidos entre as lojas da cidade”, comentou, ao parabenizar a Prefeita Tina Januário que já fez a entrega dos valores e kit´s ao funcionalismo. “Além do aumento nas receitas, conseguimos também conter algumas despesas em 2020, de modo que iniciamos bem o ano, com equilíbrio fiscal e a cidade bem cuidada”, disse a Prefeita. “Com os pareceres favoráveis, tanto do jurídico quanto do setor de contabilidade, pudemos atender a essa sugestão dos nossos vereadores Cláudia Bento, Cadu, Café, Dê Bolachinha, Jorginho, Pida, Plínio e Rodolfo, e conceder esse benefício a todo o funcionalismo”, completou.

Para Rinaldo José Traskini o fechamento das lojas conforme a Fase Vermelha do Plano São Paulo de combate a Covid-19, patrocinada pelo Governo do Estado de São Paulo, retrocede o comportamento do varejo na região, afinal, somente lojas essenciais estarão abertas, em detrimento das demais que estarão fechadas até a nova reclassificação que normalmente acontece uma vez ao mês. “Mas dia 20 ou 25 começa a vacinação e isso pode mudar”, acredita o dirigente da associação comercial que é contra o fechamento total das lojas, e também ao período de apenas oito horas de funcionamento das lojas. “Está mais do que comprovado de que o comércio não é o culpado pela contaminação, e sim, as aglomerações gratuitas e clandestinas”, disse ao sugerir uma maior fiscalização por parte das autoridades quanto as festas familiares, de simpatizantes, em chácaras e comemorações.

De acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pompeia, os lojistas e comerciários estão atendendo os protocolos de proteção, exigindo a utilização das máscaras faciais, o distanciamento recomendado e a higienização pessoal e local conforme as devidas orientações das autoridades de saúde. “O ideal seria a liberação do horário para evitar as aglomerações e uma maior fiscalização em outros pontos da cidade”, disse ao acreditar na aproximação do fim da quarentena com o início da vacinação que deve se estender por alguns meses. “Até isso tudo acabar todos nós teremos que ter muita paciência”, avisou ao admitir que essas alterações seguidas do horário de funcionamento das lojas é bastante prejudicial para o varejo em geral.