Conselho Municipal de Educação decide adiar o início das aulas presenciais na rede municipal de Pompeia

Medida foi tomada em função do atual cenário da pandemia no estado de São Paulo. Profissionais da educação não estão incluídos nos grupos prioritários de vacinação dos Governos Estadual e Federal

02/03/2021 - 14:36 hs

O Conselho Municipal de Educação de Pompeia, em reunião realizada nesta segunda-feira (1º), aprovou por unanimidade a suspensão do início não obrigatório das aulas presenciais na rede municipal. O retorno dos alunos à sala de aula estava marcado para o dia 15 de março.  

A medida foi tomada por causa do atual cenário da pandemia no estado de São Paulo, que em sua pior fase registra aumento de casos e altas taxas de ocupação nos leitos clínicos e de UTI. No último domingo (28), a taxa de ocupação nas UTIs em Marília atingiu 98,33%.

Além disso, o Conselho Municipal de Educação considerou a não inclusão dos profissionais da educação nos grupos prioritários de vacinação estabelecidos pelos Governos Estadual e Federal e apelou para o Governo Municipal para que interceda pelo envio de vacinas para a categoria. A prefeita Tina Januário endereçou ofícios neste sentido ao governador João Dória, ao secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn e para a diretora do Departamento Regional de Saúde de Marília, Celia Maria Marafiotti Neto.

O protocolo municipal determina a capacidade da sala de aula em 1/3 dos alunos, ou seja, 5 estudantes por classe. Além do distanciamento entre as carteiras e o uso de equipamentos de proteção e segurança ofertados pela administração municipal, como máscaras convencionais, protetores faciais, garrafas individuais e outras adaptações e investimentos nas escolas, como a disponibilização de tapetes sanitizantes, totens com álcool em gel, pulverizadores e termômetros digitais.  

Com a suspensão, os membros do Conselho seguem em discussão e novas reuniões serão marcadas para analisar o possível início das aulas presenciais em uma nova data.