DHS inicia campanha de conscientização sobre cuidados com animais de estimação

Abandono de animal é crime passível de multa

Por Redação 30/03/2017 - 10:27 hs
Foto: DHS Pompeia

A proliferação de animais de rua é cada vez mais um tema de saúde pública. Em Pompeia, a nova gestão do DHS tem se preocupado com o grande número de animais domésticos abandonados por seus donos que passam a peregrinar pela cidade. A legislação considera o ato de abandono de animal doméstico como crime ambiental e prevê pena de 3 meses a um ano de prisão, além de multa aos infratores. Pensando nisso, o DHS inicia uma campanha para conscientizar a população sobre a questão.

Segundo o Superintendente do DHS, Rogério Teixeira Barbosa, o “Pida”, além de ser uma questão de saúde pública, o problema gera revolta na população. “É algo que vemos no dia a dia, e que para alguns não soa tão importante, caso não sejam adeptos ou admiradores de animais. Mas por outro lado, muitas pessoas ficam indignadas com aqueles que abandonam animais sem o menor constrangimento e preocupação com a integridade física e psicológica deles. Nós atuamos na saúde pública e por este motivo nosso objetivo é levar a reflexão e a conscientização para que o cidadão entenda que o animal não é um objeto descartável”, afirmou.

Qualquer pessoa que testemunhe um abandono de animais pode ir à delegacia mais próxima e prestar queixa. Para isso, é preciso passar o maior número de informações possíveis em relação ao infrator. Também é possível efetuar a denúncia de forma anônima. Caso presencie qualquer situação deste tipo, o cidadão deve tirar fotos, gravar um vídeo, registrar provas concretas do ocorrido e então denunciar.

Município oferece serviço de castração gratuita de animais

A veterinária de Pompeia, Irani Martins de Gouveia, é uma das responsáveis pela castração de cães e gatos no DHS e destaca a importância do serviço. “É uma boa maneira de controlarmos a população de animais abandonados nas ruas. E também estamos castrando os cães e gatos que possuem donos, priorizando pessoas de baixa renda”. O munícipe interessado em ter seu animal de estimação atendido pelo serviço gratuito de castração precisa solicitar o agendamento na Vigilância Sanitária, ao lado do prédio da Assistência Social. “A proposta neste ano é intensificar o número de castrações. A nova gestão já prepara uma sala maior e mais estruturada para castração. Iremos nos mudar em breve”, conclui a veterinária.