Seja bem vindo
Pompéia,01/07/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Mulher assume direção de caminhão desgovernado e evita tragédia em Garça; vídeo


Mulher assume direção de caminhão desgovernado e evita tragédia em Garça; vídeo





Uma garcense de 51 anos protagonizou um ato de coragem e heroísmo, ao assumir a direção de um caminhão desgovernado e evitar uma tragédia. Embora não saiba dirigir caminhão, a autônoma Elaine Leme Saada, evitou prejuízos para uma transportadora e também impediu que uma tragédia pudesse acontecer. Ela entrou na cabine em movimento, depois que o veículo desceu pela rua de ré, sem direção. O fato ocorreu na tarde desta quinta-feira (4), e tudo foi registrado por câmeras de segurança da empresa São José, que seria o principal alvo do caminhão sem freio. Elaine estava saindo da empresa onde trabalha com uma moto, quando percebeu o caminhão em movimento, na avenida Faustina, bairro Labienópolis.

Sem motorista, o veículo cruzou rua Valentina Canton. Em outra câmera é possível ver que a mulher corre em direção ao veículo. Ela abriu a porta e entrou na cabine, com dificuldades. “Escorreguei e tive que fazer muita força para não cair e ir parar debaixo do caminhão. Quando percebi o que estava fazendo, não tinha mais como voltar. Então, entrei e consegui manobrar para o lado da calçada. Eu vi e resolvi fazer alguma coisa. Foi instinto”, contou a autônoma. (Confira no Vídeo abaixo)

A filha dela, a estudante universitária Samyra Suelen Leme Saada, estava em Assis e soube do incidente pelo celular. “Fiquei muito preocupada, mas não sabia exatamente o perigo que ela tinha corrido. Depois apareceram as imagens, que já estão rodando nos grupos de Garça. Não acreditei”, conta.

A filha fez uma postagem em uma rede social, com o intuito de celebrar o desfecho após a atitude inusitada e também homenagear a mãe. “Ela sempre foi assim. A minha é o tipo de pessoa que consegue parar qualquer confusão. Quando eu era pequena, a gente morava vizinha de um bar. Já aconteceu de ter biga, gente com facão. Minha mãe ia lá, acalmava todo mundo, fazia acabar a encrenca. Sempre foi muito destemida”, conta a filha que, embora preocupada, não ficou surpresa com a nova peripécia de dona Eliane.





COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login