Queiroz endurece ainda mais restrições sanitárias após aumento de casos de Covid

Cidade de cerca de 3,5 mil habitantes já havia emitido decreto com restrições, mas decidiu aumentar rigor das medidas; atualmente, há mais de 700 casos confirmados.

21/01/2022 - 09:00 hs

A Prefeitura de Queiroz (SP) emitiu nesta quinta-feira (20) um novo decreto na cidade aumentando ainda mais as restrições sanitárias por conta da “explosão” de casos de Covid-19. A cidade de cerca de 3,5 mil habitantes já havia emitido decreto com algumas regras no último dia 7 de janeiro.

Segundo a prefeitura, a decisão de endurecer ainda mais o decreto foi tomada levando em consideração o aumento exponencial de casos de Covid e o surgimento da variante ômicron na região. A medida foi adotada para prevenir a disseminação da doença.

Atualmente, existem 705 casos confirmados da doença, com três mortes, desde o início da pandemia. Desses casos positivos, há 106 pessoas em isolamento, que estão no período de transmissão da doença.

Segundo a prefeitura, até dezembro do ano passado eram 542 casos. Em janeiro já foram registrados 163 casos da doença. Isso significa que 23% dos casos registrados em Queiroz, desde o início da pandemia, foram registrados em apenas 20 dias, neste mês de janeiro.

Regras do novo decreto
. todos os estabelecimentos comerciais e de serviços devem encerrar suas atividades presenciais até 22h; após esse horário, devem fechar as portas e trabalhar apenas com delivery

. limite de 50% de capacidade total de público, para evitar aglomeração

. obrigação de evitar aglomeração na parte externa e se tornando responsável pela organização e controle de filas nos estabelecimentos que possuam açougue, padarias, lotéricas e afins, realizando marcação no solo e espaçamento de 1,5 metro

. proibido o consumo de alimentos e bebidas aos clientes que não estejam sentados nas mesas disponíveis

. proibição da entrada e permanência de crianças menores de 12 anos

. proibida a realização de shows e eventos musicais

. aos domingos, todos estabelecimentos devem obrigatoriamente fechar às 12h

. igrejas só podem ter 50% da capacidade de público, com distanciamento de 1,5 metro, e reuniões com duração de no máximo 1h30

. proibido o trânsito e permanência em praças e logradouros públicos aos sábados e domingos