Seja bem vindo
Pompéia,03/07/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Santa Casa de Pompeia consegue certificação da Unimed-Marília


Santa Casa de Pompeia consegue certificação da Unimed-Marília





A Santa Casa de Pompeia conseguiu certificado do Programa de Avaliação, Qualificação e Desenvolvimento de Prestadores de Serviço de Saúde, por parte da Unimed-Marília conferindo o “Selo Bronze”, com validação até fevereiro do ano que vem. O documento foi recebido com alegria pela diretoria da instituição de saúde, em virtude do respeito e do fato da cooperativa de trabalhos médicos de Marília ser importante para o contexto da saúde regional. “Ser reconhecido pela Unimed-Marília é importante e necessário para o nosso trabalho de qualidade”, agradeceu Alair Mendes Fragoso, provedor do hospital pompeiano, ao receber a certificação assinada por Renato Carmargos Couto e Tania M. Grillo Pedrosa, do Instituto de Acreditação e Gestão em Saúde (IAG Saúde), entidade gestora da avaliação.

De acordo com o próprio documento, o Score Rede é uma metodologia de avaliação, qualificação e desenvolvimento da rede prestadora de serviços de saúde. “Tem como objetivo aumentar a segurança do paciente e reduzir o desperdício”, enfatizou Alair Mendes Fragoso ao compartilhar esta conquista com diretores, funcionários e médicos da instituição. “São usados como critérios de avaliação as dimensões, segurança assistencial, conforto para o cliente e experiência do cliente durante a jornada na instituição”, ressaltou o dirigente de Pompeia ao trabalhar por melhorias de condições de trabalho e de internação de modo geral, nos últimos anos de gestão. “Somos considerados um hospital de complexidade menor e vamos evoluir na segurança para atendermos todas as maiores exigências”, avaliou ao observar a certificação que pontuou nota sete numa escala de zero a dez, e letras “A” para conforto e experiência do cliente, os níveis maiores. “Estudamos passar para o Porte Nível 2, mas isso exige investimentos que não dependem apenas de nós”, falou ao verificar os quatro níveis existentes.

Alair Mendes Fragoso insiste numa melhor utilização do hospital de âmbito regional diante das cidades mais próximas, como vem acontecendo com Quintana quando a população quintanense utiliza as instalações do hospital. “Com uma utilização maior por parte da população das cidades vizinhas, nossa infraestrutura cresceria naturalmente, a disponibilidade de profissionais teria que ser maior, e a organização dos processos assistenciais e de suporte teriam que ser revistos para maior”, falou ao enxergar formas de ampliar a segurança assistencial e a complexidade do hospital. “Temos condição de crescer, mas para isso precisamos elevar a demanda”, comparou ao ter projetos neste sentido, porém, segundo o provedor, é preciso ter cautela nas etapas a serem seguidas. “Vivemos um bom momento, mas, para crescer precisaremos estudar mais para termos atitudes responsáveis”, falou.

Um caminho para o crescimento, segundo o provedor pompeiano, é o surgimento de novas parcerias com hospitais como o Universitário de Marília e o Hospital das Clínicas, bem como com Prefeituras Municipais de cidades no entorno de Pompeia, com o propósito de desafogar o atendimento do hospital regional com o complexo HCFamema. “Já tivemos encontros neste sentido que foram paralisados por causa da pandemia”, lembrou. “Talvez com o controle da pandemia, através da vacinação, será possível retomar esta discussão”, acredita o dirigente que tem conversado neste sentido com alguns políticos da região centro-oeste do interior paulista.





COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login